Branqueamento dentário



Como importante elemento estético, o sorriso caracteriza  uma pessoa especial quando o mesmo é atraente e brilhante. Ter os dentes mais brancos fornece diferencial para as pessoas. Um sorriso branco chama muito a atenção em qualquer ocasião.

Com o passar dos anos, nossos dentes vão escurecendo e cada vez mais ficamos com aquele sorriso amarelo. Com o branqueamento dentário a laser o paciente pode perder o sorriso amarelo recuperando a cor natural dos dentes.



Como funciona o branqueamento dentário a laser?

O branqueamento dentário a laser é a técnica mais moderna, mais rápida e mais eficiente atualmente para promover o branqueamento dos dentes. Nesta técnica, um gel à base de peróxido de hidrogénio com concentração de 35 a 40% é aplicado sobre a superfície externa dos dentes e o laser, juntamente com um conjunto de luzes (LED), são aplicados sobre este gel, ativando a liberação de moléculas de oxigénio. Estas moléculas de oxigênio liberadas penetram na estrutura dentária, eliminando os pigmentos causadores das manchas.



Os dentes branqueados podem escurecer novamente?

Sim, mas este escurecimento nunca volta a ser como antes. Após 1 a 2 anos, pode haver a necessidade de uma manutenção.

O escurecimento dos dentes podem ocorrer por diversas causas:

• Idade (os dentes escurecem com o tempo)
• Alimentos Corantes (refrigerantes, chá, café e afins)
• Fumo
• Formação (genética de cada indivíduo)
• Antibióticos (durante a fase de formação dos dentes)
• Tratamento de canal (endodontia)

Quem pode fazer o branqueamento dentário a laser?

Em geral qualquer pessoa pode fazer o branqueamento dentário a laser, sendo aceitável fazê-lo a partir dos 10 anos de idade e que o paciente não tenha dentes com muitas restaurações.

Todos dentes podem ser branqueados a laser? Quais suas indicações? Geralmente sim, mas quem irá avaliar isso corretamente será o profissional qualificado para fazer este tipo de tratamento.

O grau de branqueamento irá variar de paciente para paciente, sendo que dentes com coloração amarelada, marrom claro, escurecida de maneira monocromática (por igual) e com manchas extrínsicas são branqueados mais facilmente.

Dentes com coloração azulada, listras cinza-escuro causadas por antibióticos (tetraciclina) com manchas irregulares são mais difíceis de serem branqueados.

Em alguns casos mais severos, como manchas muito escuras, dentes com alterações de cor por problemas endodônticos antigos, muitas vezes não são branqueados como a pessoa gostaria, sendo indicado nestes casos, tratamentos restauradores cosméticos, para estabelecer uma estética agradável.



REDES SOCIAIS

Conheça-nos um pouco mais…




Copyright © IMED Todos os direitos reservados

Whatsapp